quarta-feira, 4 de julho de 2012

Confira Entrevista Exclusiva com o Quarteto São Jorge, que se apresenta este mês em São Paulo.

Postado por Amanda Vettori em , , , | @mundodadinda
O Quarteto São Jorge se apresenta neste dia 5 de julho, quinta-feira  no Sarajevo Club na festa Supersound, e sábado dia 7 em Avaré. O músico e compositor Jotappe Manjaro, falou com exclusividade ao Mundo da Dinda e contou um pouco sobre a trajetória de sucesso do Quarteto São Jorge, que é uma atração musical já conhecida entre os frequentadores da noite paulistana. 

Jotappe,
 p
ara começar você  poderia, nos apresentar os músicos que integram a formação do quarteto São Jorge. A formação da banda é esta desde seu início?
Meu nome é Jotappe Manjaro,  sou o vocalista, toco gaita e também sou o compositor do Quarteto São Jorge, que também é formado pelo Camilo Vieira que toca violão, guitarra e é backing vocal no quarteto, o Gus Andrada é responsável pela percussão, e o André Matanó, toca piano, e é responsável pelos sintetizadores e backing vocal, a formação básica do quarteto é a mesma desde o início, apenas com a inclusão do Camilo.

Como e quando vocês se conheceram e quando começam a tocar juntos? Conte um pouco da história deste encontro. 

Eu vim de Brasília, mas sou paulistano e voltei pra São Paulo com aquele velho sonho de poder alcançar melhores oportunidades que uma grande metrópole oferece, o Quarteto São Jorge surgiu quando eu quis fazer um projeto paralelo com foco na música brasileira, sobretudo no samba rock e no soul tupiniquim,  então fui reunindo os amigos músicos que fui conhecendo de outras bandas e que tínhamos as mesmas vontades. A ideia a princípio era fazer uma agenda extra,  aí de repente a banda  já estava se apresentando em renomadas casas noturnas dos circuitos da rua Augusta, Vila Madalena, Vila Olímpia, ABC e em importantes cidades do interior, como Sorocaba, Piracicaba, Campinas e Avaré.

Como surgiu o nome Quarteto São Jorge, de quem foi a idéia?

A ideia foi minha (Jotappe). O projeto estava nascendo e precisávamos de um nome marcante, era dia 23 de abril dia de São Jorge, toda hora faziam reportagens na TV sobre esse santo e seus devotos. A gente toca muita coisa de Jorge Ben Jor, e ele também é devoto desse santo, eu também tenho uma simpatia com ele, aí senti que esse nome poderia nos ajudar a alavancar o projeto, e está dando certo até agora.  

Quais os tipos de rítmos que influenciam o quarteto? De onde vocês tiram suas idéias? O que inspira vocês?

A principal influência da gente é a música negra. Nossas maiores influências são do samba mesclado com soul, jazz, reggae, ska, bossa nova, vai de Gilberto Gil a Bezerra da Silva, de Stevie Wonder a Jorge Ben Jor, de Tim Maia a Nação Zumbi  e zilhões de artistas por aí vai...

A quanto tempo vocês estão tocando juntos? 

A banda completou um ano agora em junho.

Vocês tem além do repertório de shows um repertório de composições próprias. Fale um pouco sobre suas composições autorais.

A gente está “testando” as autorais ao vivo, e a receptividade do público está sendo ótima. Sou compositor há quase 20 anos. Começamos agora outra etapa que é a de testar diretamente com o público no show e as postagens no facebook servem de filtro pras as músicas que vão fazer parte do nosso primeiro disco EP.  Hoje, o formato de acesso à arte ou ao artista já é além do mundo físico, mas nada supera ainda o formato do show ao vivo.  

Vocês tem algum projeto para divulgar as músicas autorais do quarteto?

Como dizem os ditados: Quem não é visto não é lembrado, e a propaganda é a alma do negócio. A ordem do nosso cronograma é mostrar a nossa arte em diversos formatos, que é desde tocar ao vivo, nas redes sociais, no boca a boca, no jornal, e buscar parcerias para rádios e TV.

Conte pra gente o que é o Ateliê São Jorge?

É um ateliê de moda e artesanato, que congrega artistas diversos! Cada produto vendido ajuda na manutenção da banda e de uma ONG do extremo sul de São Paulo – Centro de Cultura Afro-brasileira Asé Ylê do Hozooane. O forte do Ateliê são as camisetas de São Jorge, mas há produtos diversos.

Vocês acreditam que o myspace, o facebook e outras ferramentas que a internet proporciona, tem ajudado o quarteto na divulgação?  

Ajuda bastante! O interessante é que no dia seguinte ou anterior dos shows eles pedem pra te adicionar no facebook, dão feedbacks das apresentações, postam fotos, compartilham cartazes, etc... Esse fluxo de participação nas redes sociais está crescendo a cada semana. 

Como você se sente sobre a venda de músicas on-line e qual sua opinião sobre pirataria?

Acho que a tendência é chegar numa fase em que o artista e o fã tenham plenos benefícios jamais experimentados desde o auge da indústria fonográfica. A tecnologia tá aí pra nos auxiliar e a arte boa e verdadeira de alguma forma prevalece. Tudo é questão de estratégia, uns escolhem disponibilizar a obra e outros a vendem. Sorte pra quem dá certo! O governo infelizmente demorou pra reduzir os impostos sobre a fabricação de CDs e DVDs como forma de coibir a pirataria. Se a pirataria fosse uma doença grave e contagiosa, os governantes já teriam tomado suas providências há muito tempo. Hoje em dia ela ajuda e atrapalha! Hoje você pode estar fazendo sucesso sem estar na mídia e vice e versa.  

Você consegue se lembrar agora, de algum  momento divertido e inesquecível de um show do quarteto, aquele momento que te faz ter certeza que todo trabalho valeu a pena?

O momento mais divertido e que vale a pena a ser lembrado e principalmente vivido é de estar no palco ou quando chega a hora em que a gente se despede do público e é ovacionado com um bis... Essa é a nossa maior satisfação!

Quais são os planos e projetos do quarteto para os próximos meses? E é claro, onde as pessoas que curtem o Quarteto São Jorge podem ver vocês tocando? Como está a agenda de shows de vocês

Nossa meta era tocar nas casas renomadas de São Paulo, já concluímos boa etapa, nossa agenda se estendeu pras outras cidades, agora queremos aproveitar esse embalo de shows e curtir as autorais junto com público. Nessa próxima quinta dia 5 de julho tocaremos no Sarajevo Club na festa Supersound, e dia sábado dia 7 em Avaré, a agenda completa tá no www.quartetosaojorge.com.br

O espaço final fica aberto para você enviar um recado aos fãs.

Primeiramente gostaria de agradecer ao Mundo da Dinda  pelo espaço, agradecemos também aos fãs que comparecem nos shows e também nos ajudam na divulgação do boca a boca. Estamos bastante motivados em fazer o melhor nos palcos e nas gravações, nossa missão é levar a bandeira da preciosa música brasileira, é levar alegria, é fazer muita gente se sentir bem.



FICHA
Show do Quarteto São Jorge
QUANDO
Quinta - 5 e Sábado - 7 de julho de 2012
QUANTO
www.quartetosaojorge.com.br
ONDE
Quinta - Sarajevo Club - "Festa Supersound" - Sábado - Avaré

SAIBA +


2 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sem baixaria, ok?
Fique à vontade para expressar sua opinião. ;o)
kss
Din